terça-feira, 31 de março de 2015

HOMEM: AMOR PORNOGRÁFICO?




Poderemos dizer que a grande maioria das mulheres é sem dúvida no que toca a amar bem mais sensível que o homem. Claro que existem excepções, mas a clarividência existencial de percepção está à vista de todos no que toca ás mulheres. Não quer dizer com isto que o homem não saiba amar, não saiba com toda a certeza ter também ele um pouco dessa mesma ideologia sentimental e obviamente a clarividência necessária para perceber isso. No entanto o homem é tremendamente visual. E como é usual dizer-se: "Não pode ver um rabo de saias". O impacto visual num homem ( e obviamente numa mulher também) diferencia-se em vários aspectos. Seja numa discoteca, bar, saída, trabalho, na rua, numa repartição das finanças, na igreja, seja lá onde for, o homem tem dois sentidos de observação animalesca: Mamas e Rabos. Ponto! Não venham cá dizer que o homem "não é assim", porque ele realmente é assim. O foco, a presa observada, a tentativa de conquista primeiramente pelo impacto visual é sem dúvida o torneamento do corpo! Não estou a ver o homem numa conversa com um amigo a dizer;

-Já viste aquela?
-Qual? A que está sentada a beber aquele vodka?
-Não pá! Aquela é a minha avó! A outra ao lado!
-Hum...aquela que tem um Q.I acima da média?
-Exacto!Já viste as notas dela? Espantoso! Tirou médias de 18 em ciências politicas! Achas que eu e ela podemos discutir sobre a crise dos misseis aqui na Europa? 
-Tenta...
-Estou com medo...
-De??
-E se eu não for bom o suficientemente para ela na dissertação e analogia sobre as dificuldades inerentes à veracidade do problema em si?
-Hã???

Por norma raramente isto acontece! Raramente? Acho que não acontece mesmo! Conversas de bastidores entre homens quando vêem uma mulher é tudo menos politicamente correto..( a não ser que esteja acompanhado da minha mãe!) Mas nós realmente somos tremendamente visuais. Num bar, acompanhados de alguns amigos onde entra um grupo de meninas e existe sempre uma ou outra que chama mais a atenção...

-Olha lá aquelas que entraram!! Vai lá vai..
- Tão boas!!
-O que eu não fazia com aquele par....e aquele rabo! Tenho de conhece-la! 
-Mas...aquela é minha mãe....

Enfim...na verdade é que esta panóplia de sentimentos carnal e inicial é e como costumo dizer tremendamente pornográfica. Fazemos de certa forma um certo tipo de Porno-Grafiti na nossa mente. Desenhamos histórias, deduzimos formas, somos fantásticos ilusionistas mentais, cuja observação tantas vezes fútil ( É verdade!) não é mais e nem menos do que tantos de nós pensam e deduzem nestas observações iniciais. Com o tempo obviamente que a paixão...a loucura...o fogo...o desejo , então sim...se vai transformando em amor, carinho...tempo dispensado com qualidade. Normal. 
Mas ainda assim num abraço, num carinho sentido, numa frase tirada de algum livro do pastor Edir Macedo...ainda assim nesses momentos vai existir sempre isto:

-Amor...eu amo te tanto..tu amas-me da mesma forma? 
Pensamento- "Diz que sim e leva-a para a cama" - Claro que te amo!
-De certeza? Sério Mor?
Pensamento-"Continua a dizer que sim e talvez possas chamar uma amiga para se juntar a vocês"- Amor...mais do que tudo nesta vida!!
-És tão querido!!!
-Eu sei Alfredo...


Em suma e em jeito de resumo...

Apesar de muitos de nós sermos assim e na verdade sermos tão bons "Actores" como as mulheres "Actrizes", acredito piamente que se fossemos tremendamente verdadeiros nas apreciações diretas ( era preciso ter uma certa dose de loucura), apesar do choque inicial, o impacto apesar de ousado teria concerteza outro tipo de efeito. Do tipo:

- Olá, sou o João, sou toxicodependente, desempregado, adorei o teu decote e apetecia-me rasgar a tua roupa toda e possuir te aqui no meio da pista!
-Mas estamos na segurança Social do Areeiro...

Obviamente que o que utilizamos é mais:

-Olá, peço desculpa por invadir a tua privacidade, mas não pude deixar de reparar em ti. Sou o Bruno, sou gerente aqui deste espaço e ficaria agradavelmente satisfeito se te pudesse oferecer uma bebida...se assim o desejares. 
-Ó Pai...queres parar com essa parvoíce?

Pronto...fui...







Um comentário:

Claudia Dias disse...

LOL.......muito bom! os diálogos, top! :P