QUERIDA FILHA - ORGULHA-TE PORQUE NASCESTE MULHER





Foi para alertar para o problema da violência sexual e abuso físico , que a Care Norway lançou um vídeo poderoso. Nele, a narradora dirige o seu discurso ao pai, começando com: “Querido pai…”, mas querendo, no fundo, dirigir-se todos os pais do mundo, pedindo-lhes “tolerância zero” para as atitudes de violência contra as raparigas que se tornarão mulheres.

Vi este mais recente video que a CARE NORWAY lançou e apesar do respeito, informação que o mesmo merece devo dizer-te a ti querida filha que pedes ajuda o seguinte:

"QUERIDA FILHA - ORGULHA-TE PORQUE NASCESTE MULHER"...e dizer-te que a sociedade ao longo do tempo fez, converteu a mulher num "objecto sexual", onde impera a lei do mais forte sobre o oprimido, neste caso as mulheres. Recuso-me como homem a aceitar que tu possas fazer parte de uma sociedade que te manipule, que te desoriente, que te eleve ao mais fraco ser que teimosamente tem a tendência a uma narrativa de vitimização como a pobre coitada do planeta. 

Recuso-me a aceitar que aceites, que és o elo mais fraco, que serás o resultado futuro de um possível machismo latente na sociedade. Não querida, não te vergarás perante a vergonha, não aceitarás faltas de educação, não permitirás que sejas jamais tratada como a "desgraçada" que vive perante a mão tantas vezes injusta do homem e da sua eterna ignorância em tantos momentos.

Recuso-me a aceitar que a tua criação, o teu lugar no mundo, o que te é transmitido, desejado, facultado seja manipulado por atitudes agressivas ou violentas contra ti. Santo Agostinho dizia que uma lei imoral não é lei. A lei da mentira, a lei da agressão, a lei da omissão, a lei do egoísmo ou falta de liberdade, deve ser sempre combatida com a justiça, liberdade e capacidade de resposta à altura. 

Não, não te vou elevar a uma coitadinha e pegar-te ao colo, exactamente pelo fato de te colocar na mesma balança de igualdade que necessitas ter para a tua vida. Do equilíbrio, da causa justa, da parcialidade, da conjunção de coragem, força, dedicação, poder e justiça que quero que tenhas na tua vida. 

Num mundo recheado de podres a tantos cantos, de manipulação de mentes, de atitudes machistas, de vergonhosas formas de tratamento de uns para outros o teu nascimento não é apenas um nascimento comum como um produto que vai par as prateleiras para seguir robotizada o rumo da vida. Não!!

Entende filha, que tu és o mar de revolta, és do livro do desassossego, és o fogo que arde sem se ver, és a alteração de ideias, és o foco do insurgimento contra todas as injustiças que podes vir a ser alvo. Não te admitas, não te reconheças como o elo mais fraco! Não te determines como o lado mais obscuro, não te reconheças como o objeto de adorno seja para quem for!  Para mim, tu és o mais belo instrumento a ter em conta desde o momento que nasceste, com o foco de exactamente alterares, com tantos outros da tua geração, com debate de  ideias, com educação, com liberdade, com justiça, com afrontamento se necessário contra leis injustas, contra fenómenos grotescos. 

Nunca te esqueças...és filha de quem és e por isso mesmo como diria Simone de Beauvoir:

NINGUÉM NASCE MULHER, TORNA-SE MULHER

E tu já és o orgulho latente do que és e serás!

Comentários

Ana Catarina disse…
👏👏👏👏 Carácter e personalidade não me faltaram .
Obrigada pelos conselhos .
Claudia Dias disse…
E o maior exemplo que uma filha pode ter, é o próprio pai! Sei disso por mim própria, e fico feliz por ver que tu também estás a dar uma educação exemplar à tua menina, que se irá tornar numa mulher de força! ;)

Postagens mais visitadas