quinta-feira, 1 de setembro de 2016

IRMÃOS METRALHA - BEM VINDO AO SENADO BRASILEIRO




"Nestas Democracias industriais e materialistas, furiosamente empenhadas na luta pelo pão egoísta, as almas cada dia se tornam mais secas e menos capazes de piedade." - Eça de Queirós

Esta destituição da Presidente do Brasil, Dilma Rousseff, faz-me lembrar o antigo império Romano, onde o grande Imperador Júlio César nas escadas do senado foi morto por 60 senadores que conspiraram a sua morte, incluindo entre eles o seu filho adotivo Marco Julius Brutus.

Michel Temer, faz-me lembrar Brutus e os conspiradores, os 60 senadores, os atuais deputados onde mais de 60% tem em andamento acusações graves em tribunal, como formação de quadrilha, branqueamento de capitais, lavagem de dinheiro, crimes de corrupção, entre outros.

Estes mesmos deputados fazem parte de um senado débil, usurpador da verdade e instigador da desgraça através do levantamento de inverdades e pouca ou nenhuma cultura política. Gritam que nem perdidos com frases e deduções politicas, filosofando sobre o vazio de forma a garantir o seu próprio sucesso nas massas. Esperando que alguém se digne a dizer. " Falou bem!!" Bem haja aqueles que ainda se dignificam a dizer: "Falou bem...mas não disse nada!". Bem haja...aos que pensam!

Aqui deste lado da Europa ninguém tem dúvidas acerca do verdadeiro circo montado para a destituição de Dilma Rousseff. E todos se questionam como é possível?

Os engravatados, estudiosos, filósofos na arte do engano, culpados de crimes em hasta pública como formação de quadrilha, roubos, corrupção, estando nos jornais, revistas, jornais nacionais à mercê dos olhos do povo, levantam a sua mão democraticamente como se estivessem a prestar um grande favor de honra ao povo e ao País. Honra senão a si mesmos na velha arte do "Jeitinho Brasileiro" de ludibriar. São os verdadeiros irmãos metralha na tentativa de roubo da verdade incessantemente.

De dedo em riste, sorriso no rosto, votam "Sim!". Sim à destituição e sim à sua própria manutenção de vendedores de banha de cobra. E o povo aplaude e sai à rua gritando em uníssono "Fora Dilma!". Há que salvar o couro! E salvar a sua própria bunda é contar com o amigo do lado que conhece o juiz X que pode conceder Habeas Corpos, pode conceder imunidade ou até simplesmente salva-lo de uma situação criminosa arquivado o caso. Está tudo bem...

Não se deve criticar o povo. Essa parte do povo que não lê, que não busca, que não sonha com verdades e é ludibriado com mentiras transformadas em ilusões. Não se pode criticar uma percentagem do povo que não deseja pensar por si mesmo, que não se submete a questões, que se limita a ouvir os lobos vestidos em pele de cordeiro e grita " É isso aí!"

Na verdade está e ficou à vista a melhor arte engenhosa do engano e como alterando verdades, fantasiando cenários, gerindo um circo parlamentar, onde 60% é acusado de crimes, se chega como os Estados Unidos chegaram há uns anos, aquando da invasão do Iraque ....a armas de destruição massiva invisíveis...

Ou seja, há que encontrar um álibi, seja para provocar ataques, seja para a manutenção de um corpo de deputados doente, criminoso e desonrado. Que moral é essa, que prevalece na pele do engravatado acusado de crimes, acusar o outro com sentença à destituição sem provas? As provas? Foram todas rebatidas liminarmente e justamente!

Foi justo ter saído Dilma?

Mais justo é manter mais de 60% de deputados acusados de crimes vários e o povo, agora sim...nas mãos do destino destes "Irmãos metralha" que supostamente aniquilam um crime, para manter o seu próprio crime...

E do alto do pedestal...dizem: Bem vindo a um novo Brasil!





Nenhum comentário: